Santiago: Centro da Cidade e Pueblito Los Dominicos

TERÇA-FEIRA, 31 DE DEZEMBRO DE 2013

Palácio La Moneda, Paseo Ahumada, Plaza de Armas, Plaza Brasil e Pueblito Los Dominicos

Reservamos o último dia em Santiago para fazer nossa peregrinação pelo Centro da cidade. A ideia era descer na estação Santa Lucia e ir caminhando até a Plaza de Armas, parando onde desse na telha e entrando nos lugares mais interessantes.

Começamos o passeio indo ao Museo Colonial Convento de San Francisco. No primeiro dia demos com a cara na porta, então dessa vez aproveitamos para completar o primeiro passeio.

Jardins do Convento de São Francisco

Jardins do Convento de São Francisco

20140111-183018.jpg

Pátio central do convento de São Francisco

20140111-183111.jpg

Pavão pegando sol

O local é bonito e ainda conserva um pouquinho da sua atmosfera antiga, mas no meio de todo o agito da cidade.
Na realidade o prédio esta um pouquinho castigado pelo tempo e pelos terremotos, mas para quem gosta muito da história de São Francisco é um espaço interessante.

Eles tem um acervo com relíquias históricas, exposições temporárias e obras de arte sobre a vida de São Francisco. Além do espaço dedicado a Gabriela Mistral, poetiza chilena que ganhou o prêmio Nobel de Literatura.

20140111-183125.jpg

Museu Colonial – Estátua de São Pedro de Alcântara

20140111-190134.jpg

Museu Colonial – Jóias do acervo do museu

20140111-190149.jpg

Museu Colonial – Pinturas que contam a história de São Francisco

Em seguida partimos a pé pela Av. Libertador Bernardo O’Higgins até o Palácio La Moneda.

Pouco depois de chegarmos no Chile tentamos agendar uma visita guiada ao Palácio, mas recebemos uma resposta dizendo que todas estavam lotadas até o dia 6/01. Então tentamos verificar se havia alguma desistência, mas tivemos que nos contentar com fotos do lado de fora.

20140111-190252.jpg

Palácio La Moneda – Fachada frontal

20140111-190448.jpg

Palácio La Moneda – Vista para a entrada dos fundos

20140111-190508.jpg

La Moneda – Carabineros montados

Apesar de ser véspera de ano novo, a rua estava bem movimentada e o comércio ainda estava aberto. Seguimos nosso caminho para a Plaza de Armas através da famosa Paseo Ahumada, observando a multidão de pessoas, camelôs, vitrines de lojas e artistas de rua.

20140111-190527.jpg

Multidão na Paseo Ahumada

20140111-190545.jpg

Músicos de rua tocando na Paseo Ahumada

Já começava um certo movimento para as festas de fim de ano e vários ambulantes vendiam fantasias, badulaques coloridos e spray de espuma, pois conforme costume Santiaguino na hora da virada as pessoas festejam como se estivessem no carnaval…

Chegando na Plaza de Armas, que assim como boa parte da cidade estava cercada por tapumes, nossa primeira parada foi a Catedral Metropolitana de Santiago.

20140111-190652.jpg

Interior da Catedral Metropolitana de Santiago

20140111-190712.jpg

Catedral de Santiago – Capela da Virgen de Carmen

A Catedral é visita obrigatória para quem vai a Santiago. A visita é grátis e a catedral pode ser explorada em muito pouco tempo, então se você passar pela Plaza de Armas, não deixe de conhecer a catedral.

20140111-190831.jpg

Arte sacra na Catedral Metropolitana de Santiago

20140111-190842.jpg

Imagem de São Miguel Arcanjo

20140111-190853.jpg

Catedral de Santiago – Altar principal

Saindo da igreja, ficamos circulando um pouquinho pela Plaza de Armas, tirando fotos e admirando todas aquelas edificações belíssimas, modernas ou antigas…
A praça é muito arborizada e tem um paisagismo bem cuidado, que deixa o ambiente muito agradavel. Infelizmente os tapumes atrapalhavam um pouco a vista…

20140111-190928.jpg

Plaza de Armas

20140111-190948.jpg

Plaza de Armas – Vista para a Catedral Metropolitana

20140111-191009.jpg

Plaza de Armas

20140111-191038.jpg

Crianças tomando banho no chafariz da Plaza de Armas

20140111-191056.jpg

Estátua de Pedro de Valdívia – Ao fundo a prefeitura de Santiago

20140111-191113.jpg

O moderno e o clássico se misturam na paisagem da Plaza de Armas

20140111-191127.jpg

Casa Colorada – Museo de Santiago

Depois de conhecer um pouco dos arredores da Plaza de Armas decidimos almoçar em um lugar legal e fomos em busca de um restaurante que nos foi muito bem recomendado: o “Peluqueria Francesa”. Paramos em uma banca de jornal pertinho do prédio do antigo Congresso Nacional e perguntamos onde ficava o restaurante.

O cara disse que ficava a umas 15 quadras dali, seguindo direto pela Calle Compañia de Jesus… Não acreditamos muito nele e decidimos seguir rua abaixo até a estação de metrô mais próxima. Lá a gente perguntaria pra alguém de novo e se estivesse muito longe a gente pegaria o metrô e partiria para Las Condes.

20140111-191142.jpg

Ex Congresso Nacional do Chile

Chegando no metrô mais próximo, paramos para perguntar e nos informaram que estava muito perto. Faltavam em torno de quatro quadras… Então estava bem perto mesmo! Decidimos prosseguir a pé.

Debaixo daquele sol e com a fome que apertava, parecia que já tinhamos andado umas 20 quadras e perto da praça Brasil fomos informados que faltavam umas 15 quadras!

Como assim?! Esse restaurante estava se afastando da gente? Nesse momento entramos naquela crise: “já viemos até aqui vamos continuar” ou “ainda falta muito, vamos desitir e procurar um lugar mais perto”…

20140111-191227.jpg

Descansando na Plaza Brasil

20140111-191239.jpg

Plaza Brasil

Pensamos em pegar um taxi, mas por ali não passava muita coisa. Também tivemos receio de ficar ainda mais perdidos porque a rua não dava mão para a direção que estavamos seguindo e se o taxista não conhecesse o restaurante, a coisa ficaria feia pra gente.

E o pior é que ali todo mundo parecia conhecer o restaurante, mas ninguém sabia onde ele ficava…

20140111-191250.jpg

Prédio da Congregación Preciosa Sangre

No fim das contas o cara da banca de jornal parecia estar certo… Acho que em qualquer lugar do mundo os jornaleiros são sempre os mais bem informados! Andamos quase quinze quadras, mas desistimos de chegar na tal “Peluqueria” porque Já tinha gente desfalecendo de fome, gente se mijando nas calças e gente derretendo no sol, então decidimos pegar o metrô direto para a Estação Los Dominicos e almoçar por lá mesmo…

20140111-191313.jpg

Igreja de Los Dominicos

Confesso que fiquei meio tenso achando que o lugar estaria fechado, mas felizmente estava funcionando! Fomos nos arrastando com o restinho de força que nos restava e chegamos a nosso último destino na cidade de Santiago!

20140111-191329.jpg

Entrada do Centro Artesanal Los Dominicos

20140111-191339.jpg

Pueblito Los Dominicos

Na realidade este não era o melhor lugar para se almoçar, porque as opções disponíveis são de cafés e lanches, mas um dos restaurantes servia refeições e foi lá que fizemos nossa parada: Restaurante Antü-Lican.

Almoçamos debaixo de um calor enorme, tomamos uma cerveja, sobremesa e café e circulamos um pouquinho pelo Pueblito, agora com a mente mais clara, com o estômago forrado…

20140111-191348.jpg

Pueblito Los Dominicos

O lugar é muito bacana e simula um antigo povoado chileno, com vielas estreitas, ruas de terra batida, casas de estuque e madeira… Parece mesmo que estamos no meio de um pequeno povoado, ou melhor, “pueblito”… Ali era o lugar perfeito para fecharmos nosso passeio e pra quem gosta de artesanato, lembrancinhas de viagem e bugingangas de forma geral, é um prato cheio.

É uma pena, mas como era véspera de ano novo e nós chegamos para almoçar depois das 15h, quando terminamos muitas lojas já estavam fechadas, pois no dia 31/12 o comércio de Santiago fecha maos cedo…

20140111-191403.jpg

Pueblito Los Dominicos

20140111-191419.jpg

Pueblito Los Dominicos – Ao fundo a sempre presente Cordilheira dos Andes

Quando a maioria das lojinhas já estava fechada, fomos embora e partimos de volta para o hotel. Como a noite seria longa, resolvemos reservar este restinho de tarde para um cochilo no hotel, porque a festa de reveillon começaria depois das 00:30 e a gente precisava repor as energias para aguentar a maratona da noite!

Então no próximo post, finalmente, contarei a história de nossa noite de reveillon! Aguarde!
___
Para mais detalhes sobre o roteiro de 4 dias em Santiago, clique aqui. Para ver uma lista com todos os posts sobre este roteiro, clique aqui.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Santiago: Centro da Cidade e Pueblito Los Dominicos

  1. Pingback: Santiago: Queima de fogos da Torre Entel e a Festa de ano novo do Castillo Hidalgo!!! | Batalhas pelo mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s