Montevidéu: Como conhecer a Ciudad Vieja debaixo d’água

DIA 06 DE FEVEREIRO DE 2014
Neste post vou contar como foi nosso primeiro dia inteiro dedicado a cidade de Montevidéu, quando conhecemos a região do Porto e as principais atrações do Centro Histórico da cidade, conhecido como Ciudad Vieja. Tudo isso enfrentando uma chuvinha chata que teimava em ir e voltar durante todo o dia.

De praça em praça, circulamos por toda a Ciudad Vieja fazendo o seguinte roteiro: Porto, Praça Zabala, Praça Constituição, Praça Independência e Praça Fabini. No caminho deste circuito encontramos as principais atrações do Centro Histórico de Montevidéu.

Para ver todos os posts do roteiro Uruguai e Argentina 2014, clique aqui. Para ver o post com o roteiro completo da viagem, clique no link a seguir:
Roteiro de 12 dias no Uruguai e Argentina: dicas, índice de posts e um resumão da viagem

Fachada do Museu do Carnaval

Fachada do Museu do Carnaval

Como não parava de chover, tentamos adaptar nosso roteiro fazendo programas “indoors” até que a chuva passasse. Então pegamos um taxi em direção ao porto e fizemos nossa primeira parada no Museu do Carnaval. Pagamos em reais sem problemas, com cotação justa, igual a oficial.

Na entrada do museu tentaram nos empurrar um ticket mais barato e que dava direito a um show de carnaval a noite, daqueles bem turistões. Mas a gente teria que visitar o museu apenas a noite… Decidimos pular o show e ver o museu naquela hora mesmo.

Eu não sabia que o Carnaval em Montevidéu era tão tradicional e o museu é até interessante, mas achei meio sem graça… O conceito do carnaval é o mesmo daqui, mas foi lá que eu aprendi porque todo mundo perde a linha nesta época do ano:

Durante a Quaresma as pessoas deviam viver um longo período de abstinência, sem comer carne e sem abusar muito de “otras cositas más”… Então na semana que antecede a Quaresma as pessoas viviam seu último período de excessos e comiam carne pela ultima vez antes de entrar em abstinência. Então até hoje todo mundo enlouquece e perde a linha nesta semana, mesmo que não vá viver 40 dias de abstinência depois…

Lá a festa parece com a nossa, mas a música valoriza mais a voz dos cantores em vez da batucada. É um estilo de música bem diferente, mas as origens são as mesmas e eles tem até seus belos exemplares de mulatas semi-nuas com adereços brilhantes…

Fantasias no Museu do Carnaval de Montevidéu

Fantasias no Museu do Carnaval de Montevidéu

Quadro de Carlos Páez Vilaró, sobre o Carnaval Uruguaio

Quadro de Carlos Páez Vilaró, sobre o Carnaval Uruguaio

Saindo do museu, ainda com chuva forte, fomos nos proteger da chuva indo ao tradicional Mercado del Puerto que fica ao lado.

Como muito bem relatado pelo pessoal do blog Meus Roteiros de Viagem, em vez de um local barulhento fedendo a peixe e uma feira livre com comida de todo tipo espalhada, encontramos uma concentração bem arrumadinha de restaurantes tradicionais e lojas de artesanato e couro, todos com um charme bem pitoresco.

Elisa e Priscila desfilando seus modelitos de chuva no Mercado del Puerto

Elisa e Priscila desfilando seus modelitos de chuva no Mercado del Puerto

Parrillada Uruguaia no Mercado del Puerto

Parrillada Uruguaia no Mercado del Puerto

Mas uma coisa é igual a todo mercado deste tipo: os vendedores ficam abordando todo mundo insistentemente tentando atrair os turistas para seu estabelecimento. Se você quiser, poderá tomar litros de “Medio y Medio” que são servidos de cortesia para atrair clientes. Pra quem não conhece, “medio y medio” é uma bebida tradicional uruguaia que vem da mistura de vinho branco com espumante.

Circulamos um pouco pelas lojinhas, compramos umas lembrancinhas da cidade e sentamos para comer a tradicional Parrillada. Como experiência cultural, é obrigatório… Mas como experiência gastronômica, detestamos!

A Parrillada não é feita com as melhores carnes e a misturada é de revirar o estômago. Não conseguimos comer nem metade de uma Parrillada dividida por três. A gente, definitivamente, devia ter pedido uma picanha…

Saída dos fundos do Mercado del Puerto

Saída dos fundos do Mercado del Puerto

De lá partimos caminhando sob uma chuva fina em direção a Plaza Constituición e resolvemos nos abrigar da chuva dentro do MAPI (Museu de Arte Pré-Colombiana e Indígena).

DICA: para entrar nos museus e em locais públicos, tenha pesos uruguaios sempre a mão. A maioria destes lugares não aceita cartões de crédito ou moeda estrangeira.

Escadaria interna do MAPI

Escadaria interna do MAPI

Réplica de Fóssil de animal pré-histórico no MAPI

Réplica de Fóssil de animal pré-histórico no MAPI

O museu conta um pouco das origens dos primeiros habitantes do Uruguai, com peças arqueológicas e obras de arte indígenas. Nos andares superiores há exposições temporárias com obras de arte contemporâneas vencedoras de concursos e outras peças premiadas ou simplesmente curiosas. No geral, o museu é interessante, mas não é imperdível se você já viu grandes museus de arte. Ou talvez o meu humor estivesse afetado pelos pés molhados e capa de chuva…

Quando a chuva diminuiu um pouco, colocamos nossas capas de chuva e seguimos nosso circuito rumo a Plaza Constitución, passando pela Plaza Zabala.

Plaza Zabala

Plaza Zabala

Depois de uma pequena parada para fotos na Plaza Zabala, chegamos na Plaza Constiución e corremos para dentro da Catedral Metropolitana. Não sei se foi a avidez por arte sacra ou se foi o medo da chuva…

Interior da Catedral Metropolitana de Montevidéu

Interior da Catedral Metropolitana de Montevidéu

A Catedral é muito bonita e vale uma visita rápida, mas não é uma igreja imponente como as catedrais de Santiago, Buenos Aires ou Rio de Janeiro, por exemplo…

De lá, passamos direto pela Plaza Constitución e decidimos ir primeiro ao Café Brasilero na Rua Ituzaingó 1447, esquina com a Rua 25 de Mayo para buscar um teto e um lugar seco. A gente tinha ficado sem um cafezinho depois do almoço no Mercado del Puerto, então decidimos fazer uma parada neste charmoso Café com nome simpático.

Uma parada no Café Brasilero

Uma parada no Café Brasilero

O Café Brasilero está aberto desde 1877 e possui uma decoração charmosa e um ambiente muito agradável. É uma excelente pedida para um cafezinho e uma sobremesa durante as andanças pelo Centro.

Elisa e Priscila comendo umas guloseimas no Café Brasilero

Elisa e Priscila comendo umas guloseimas no Café Brasilero

Depois de algumas gordices, a chuva deu mais uma trégua e partimos de volta para a Plaza Constitución, tiramos umas fotos e seguimos em direção a Plaza Independencia, que é o coração do Centro de Montevidéu.

Chafariz da Plaza Constitución

Chafariz da Plaza Constitución

Na entrada da praça a Puerta de la Ciudadela permanece de pé como uma espécie de portal. O que no passado era uma muralha que protegia a cidade de invasores, hoje parece uma grande porta de entrada que nos convida a conhecer um dos locais mais bonitos do Centro Histórico de Montevidéu.

Puerta de la Ciudadela

Puerta de la Ciudadela

Plaza Independencia

Plaza Independencia – bem ao fundo o Palacio Salvo

Ao redor da praça temos muitos monumentos e prédios importantes, como a Torre Ejecutiva, que abriga a sede da Presidência Uruguaia.

A Torre Ejecutiva

A Torre Ejecutiva

Palacio Estévez

Palacio Estévez

No centro da praça está o acesso ao Mausoléu do General José Artigas, que fica no subsolo da praça. O mausoléu é imponente e os restos mortais do General ficam guardado em uma atmosfera meio mística, sob vigília de 2 sentinelas armados, daqueles que ficam fantasiados, com pose de boneco olhando para o vazio, imóveis, sem direito a nem uma piscadinha. Os turistas ficam judiando deles, tirando fotos…

Interior do Mausoléu do General José Artigas

Interior do Mausoléu do General José Artigas

Vista geral da Plaza Independencia - Ao centro a estátua do General José Artigas

Plaza Independencia – Ao centro a estátua do General José Artigas

Saindo da praça retornamos e fomos ao Teatro Solís para tentar uma visita guiada. Infelizmente tinhamos gastado os poucos Pesos Uruguaios na entrada do MAPI e eles não aceitavam moeda estrangeira, nem cartão. A visita guiada seguinte sairia em 5 minutos e não conseguiríamos o dinheiro a tempo…

Então desistimos do Teatro e continuamos o passeio, sem chuva (eba!) caminhando pela avenida 18 de Julio, onde se concentra o comércio popular da cidade. Por lá encontramos as melhores cotações para o Real e Dólar e aproveitamos para fazer um cambio por ali mesmo.

No final da avenida, encontramos a Praça Fabini, toda enfeitada com esculturas de palhaços..

La Plaza Ing. Juan Pedro Fabini - Vista para o Monumento del Entrevero

La Plaza Ing. Juan Pedro Fabini – Vista para o Monumento del Entrevero

Este foi nosso ultimo destino no Centro de Montevidéu. Aproveitamos que ainda estava relativamente cedo e fomos de taxi até a rodoviária Trés Cruces para garantirmos nossas passagens de ônibus até a cidade de Colónia del Sacramento, que seria em 2 dias. Fomos até o balcão da TURIL, que me disseram ter os ônibus mais confortáveis e reservamos um horário sem problemas.

Vista geral da Rodoviária Trés Cruces

Vista geral da Rodoviária Trés Cruces

A noite a Elisa estava se sentindo mal (não sei se foi a chuva ou a parrillada), então ela resolveu se poupar e fomos dormir cedo sem mais aventuras na chuva. Jantamos no hotel mesmo e fomos pra cama, curtir um pouco um lugar quentinho e seco.

Assim acabou nosso passeio pelo Centro de Montevidéu…

E você, o que faria para escapar da chuva em Montevidéu e ainda assim aproveitar bem seu tempo na cidade? Alguma dica ou história para dividir conosco?

Escreva, comente, participe!

___
Clique no link a seguir para ver o post com o roteiro completo da viagem de 12 dias no Uruguai e Argentina. Para ver todos os posts deste roteiro que passou por Punta del Este, Montevidéu, Colónia del Sacramento e Buenos Aires, clique aqui.

Anúncios

9 pensamentos sobre “Montevidéu: Como conhecer a Ciudad Vieja debaixo d’água

  1. Pingback: Colonia del Sacramento: visite esta bucólica cidade uruguaia e desacelere… | Batalhas pelo mundo

  2. Gostei muito de todo seu relato, estou lendo um por um, pois estou planejando minha lua de mel para janeiro. Porém o que sinto falta tanto no seu relato quanto de outros sites, que ninguem expoem valores, nem mesmo na moeda local.

    Curtir

    • Olá Ayrlonn, muito obrigado pelo comentário. Fico feliz que você tenha gostado!

      Você tem razão… É mesmo difícil encontrar relatos que apresentem os preços e custos de forma detalhada. No início eu não escrevia porque queria evitar um excesso de exposição, mas depois desencanei disso… E acabei acostumando a não detalhar muito.

      Na verdade é bem difícil documentar muita coisa quando se está de férias. Hehehe
      O que eu costumo fazer é indicar links e posts que possam ajudar neste planejamento. O preço das atrações, por exemplo, normalmente está listado no site da atração. Mas sempre deve ficar faltando muita coisa…

      Para este post, por exemplo, consegui fazer um levantamento dos principais gastos em moeda uruguaia:
      – Museu do Carnaval $60 (por pessoa)
      – Restaurante Mercado del Puerto $167 (2 pessoas)
      – MAPI $80 (por pessoa)
      – Café Brasilero $75 (2 pessoas)
      – Passagem MVD-Colonia $536 (2 pessoas)

      Acrescente a inflação nisso aí…

      Mas tem alguma coisa específica que você gostaria de saber? Fique a vontade pra escrever, que ajudaremos no que for possível!

      Desejo uma boa viagem e uma ótima Lua de Mel pra vocês!

      Curtido por 1 pessoa

      • Obrigado pela resposta Alessandro! Então, isso já ajuda muito.

        Você chegou a fazer quanto de quanto? Por você vale apena conhecer Montivideu e Punta del Leste? Pois estavamos pensando em desistir do Uruguai devido algumas criticas negativas.

        Também temos um blog que retrata um pouco da nossa vida e preparativos para o casamento. Eternos Namorados!

        Curtir

        • Olá Ayrlonn!
          Passa lá no artigo com o roteiro completo:
          https://batalhaspelomundo.com.br/2014/04/30/roteiro-de-12-dias-no-uruguai-e-argentina-dicas-indice-de-posts-e-um-resumao-da-viagem/

          Lá falamos de todos os detalhes da viagem. Ficamos 2 noites em Punta, 2 em MVD, 1 em Colonia e 6 em Buenos Aires.

          Eu gostei muito de tudo, mas se tivesse menos tempo e fosse obrigado a “tirar” algo seria Montevideu. Lá realmente não tem nada de extraordinário, apesar de ser uma cidade bonita e o povo ser muito simpático. Minha dica é: se for a MVD, comece sua viagem por lá, senão vc não vai achar graça se tiver acabado de vir de Buenos Aires.

          Punta del Este é sensacional e em janeiro vai estar “bombando”! Se você gosta de agito, vai adorar. Se estiver procurando sossego, passe longe… Eu fui na média temporada e estava mais tranquilo, mas mesmo assim deu pra sentir como seria no verão. De qualquer forma, eu recomendo. Tenho vontade de voltar e dedicar meu tempo exclusivamente a Punta.

          E Colonia é o contrário de Punta. É pra relaxar, fotografar, bater papo com o povo local (que é super acolhedor) e tomar um chá vendo o por do sol… Dá pra fazer um bate-volta a partir de Buenos Aires, se quiser.

          Curtir

  3. Muito obrigado pelo seu comentário Alessandro, ajuda muito pessoas assim para que possamos fazer da melhor forma possível. Sucesso e aguardo as novas Batalhas pelo Mundo!

    Curtir

  4. Olá Alessandro, muito legal seu post.
    Estou preparando a viagem ao Uruguai para o início de janeiro de 2016 e já preparei um roteiro, não muito diferente do seu, mas vou de carro.
    Senti falta de valores, gostaria de saber sobre os valores dos hotéis, pois estou achando muito caro.
    Também com relação ao cambio de dinheiro, que pelo que pesquisei, vale muito mais a pena trocar no Brasil.

    Obrigada pelas iformações
    Abçs.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s