Montevidéu: Visita Guiada ao Teatro Solis, Palacio Legislativo, Parque Rodó e muita, mas muita água

DIA 07 DE FEVEREIRO DE 2014
Começamos o dia fazendo uma visita guiada no Teatro Solis e em seguida faríamos uma visita guiada ao Palacio Legislativo. Foi então que fomos pegos por uma tempestade bizarra, muito maior do que a do dia anterior, e acabamos passando por um dos maiores perrengues de toda a viagem. Felizmente, no meio da tarde o tempo finalmente firmou e fomos agraciados com uma bela tarde seca com um passeio no Parque Rodó e redondezas.

Para ver todos os posts do roteiro Uruguai e Argentina 2014, clique aqui. Para ver o post com o roteiro completo da viagem, clique no link a seguir:
Roteiro de 12 dias no Uruguai e Argentina: dicas, índice de posts e um resumão da viagem

Apresentação com atores na visita guiada ao Teatro Solís

Apresentação com atores na visita guiada ao Teatro Solís

Eu queria muito conhecer o Teatro Solís e tinha ficado frustrado no dia anterior, porque deixamos de fazer a visita por muito pouco. Então já começamos o dia com a visita guiada, pois li em algum lugar que a visita das 11h era em português e tinha a participação de atores.

Eles tem um verdadeiro exército de jovens guias e a visita é organizada de forma que os grupos conheçam os lugares separadamente, em sequências diferentes. A participação dos atores é bem pequena, com apenas um número de música no meio do salão no inicio da visita. É legal, mas é muito curto. Então se por acaso sua agenda não permitir o primeiro horário, não se preocupe e faça visita sem esta opção mesmo.

Conhecemos salões, lustres, obras de arte e camarotes. O mais legal da visita é mesmo o palco principal e as galerias do teatro.

Palco principal do Teatro Solís

Palco principal do Teatro Solís

Ao fundo, as galerias do Teatro Solís

Ao fundo, as galerias do Teatro Solís

Na verdade fiquei com a impressão de que não vimos nada diferente do que veríamos no caso de termos ido a um espetáculo. Então, se você tiver tempo consulte a agenda aqui e veja um espetáculo de verdade no teatro. As entradas são bem baratas e é possível ver um espetáculo a partir de R$15 nos lugares mais altos. Vale muito a pena!

DICA: as quartas-feiras a visita é gratuita, mas recomenda-se agendar com antecedência. Visitas em português ou inglês são maos caras e possuem horário específico. Mais detalhes no site do Teatro Solis.

No subsolo, já fora da visita guiada, havia uma exposição sobre a música Uruguaia, com uma amostra de artes de capas de LPs antigos e CDs modernos, mostrando a evolução da arte de capa dos primórdios do disco de vinil até os dias de hoje, na era digital. Bem legal.

Artes de capa de LP antigos em exposição no Teatro Solís

Artes de capa de LP antigos em exposição no Teatro Solís

Saindo de lá vimos que a chuva desabou de vez… Não era uma chuvinha daquelas que vem e voltam! Era uma senhora tempestade, com direito a trovoadas e relampagos!

Ficamos fazendo hora no Café e então decidimos almoçar de uma vez e quem sabe a gente não dava sorte e a chuva diminuia após o almoço? A chuva apertou tanto que decidimos ficar no Restaurante Parrilla del Solís, que ficava bem em frente ao Teatro na esquina da Rua Bacacay com Buenos Aires.

Interior do bom restaurante Parrila del Solis

Interior do bom restaurante Parrilla del Solis

O atendimento, como sempre foi excelente e a comida talvez tenha sido a melhor que comemos no Uruguai. Mas no final da conta, uma pegadinha…

DICA: Confira sempre se os preços apresentados no cardápio já contém o imposto (IVA) incluído. Alguns restaurantes espertinhos apresentam o preço sem o imposto e no fechamento da conta vem a surpresa de um acréscimo de mais 22%.

Além da dica acima, sua conta vai vir sempre acrescida do serviço de 10% e do tal de “cubierto”, que é sempre cobrado, independente se você vai comer o couvert ou não. O preço do “cubierto” também varia de restaurante para restaurante e é cobrado por pessoa. Na prática, sentou no restaurante, pagou pelo menos o valor do “cubierto”.

Os preços que já eram altos, ficaram maiores ainda, mas pelo menos a carne estava muito boa…

Bela fachada de uma livraria na Rua Sarandi

Bela fachada de uma livraria na Rua Sarandi

Saindo do restaurante fomos para a rua Buenos Aires para pegar um taxi até o Palácio Legislativo, onde faríamos uma outra visita guiada. Foi aí que começou nosso perrengue, pois os taxis simplesmente desapareceram com a chegada da chuva.

Tentamos na rua Buenos Aires, depois de horas esticando o braço para vários carros ocupados, fomos até a esquina da Plaza Independencia e continuamos tentando em vários pontos diferentes, sem sucesso. Em seguida voltei ao restaurante e pedi para o pessoal de lá telefonar para algum radio-taxi e eles tambem não conseguiram achar nenhum disponível…

Depois de inúmeras novas tentativas, voltei encharcado para o restaurante e peguei uma lista de ônibus que passariam pelo Palacio Legislativo, que fica no bairro Aguada, na Av. de Las Leyes. E ainda tivemos que caminhar um bocado, pois o ponto dos nossos ônibus eram distantes.

Até os ônibus estavam demorando, mas eventualmente conseguimos pegar um… A viagem até que foi tranquila, mas viajamos em pé, molhados e morrendo de calor dentro das capas de chuva no ônibus abafado. Naquele momento, todo e qualquer resquicio de glamour que tenha ficado de Punta del Este se foi…

Chegando no Palacio num estado deplorável, fomos informados que devido a forte chuva, todas as visitas tinham sido canceladas. Foi realmente muito frustrante… Deu vontade de chorar.

O imponente Palácio Legislativo de Montevidéu

O imponente Palácio Legislativo de Montevidéu

Pra não dizer que não entrei no Palacio, usei o banheiro e posso dizer que é muito bonito… O edifício em si é lindo e imponente. Ocupa um quarteirão enorme e tem uma belíssima arquitetura.

Mais detalhes sobre a visita guiada ao Palácio neste post do blog meus roteiros de viagem (pra variar). Para programar sua visita, veja aqui.

A Elisa e a Priscila já estavam molhadas e de mau humor e não estavam curtindo a minha fissura por fotografar tudo, então elas ficaram num canto protegidas da chuva e eu fui embaixo d’água mesmo, contornando o palacio e tirando algumas boas fotos para não perder a viagem.

E a chuva cai sobre o Palácio Legislativo

E a chuva cai sobre o Palácio Legislativo

Ali perto tinha um centro comercial com algumas lojas outlet, então fomos pra lá, tiramos as capas de chuva e ficamos vendo algumas vitrines enquanto esperavamos pelo fim da chuva. Com a moral baixa, foi dificil ter animo pra comprar algo, então quando a chuva baixou um pouco, saimos em busca de um novo taxi para voltarmos ao hotel. Dessa vez demorou, mas o taxi apareceu e conseguimos retornar.

Centro comercial com várias lojas Outlet próximo ao Palácio Legislativo

Centro comercial com várias lojas Outlet próximo ao Palácio Legislativo

Vista para a fachada dos fundos do Palácio Legislativo

Vista para a fachada dos fundos do Palácio Legislativo

DICA: se a previsão é de chuva, alugue um carro para circular em Montevidéu. Dirigir por lá é fácil e parece ser tranquilo pra estacionar, mas se você depender apenas de taxis, pode ficar na mão em dias de chuva.

Depois de um banho quente, colocamos roupas limpas e ficamos prontos para outra. Felizmente, depois de toda essa chuvarada infernal, o tempo abriu pra valer e o sol finalmente começava a dar sinal de vida… Então decidimos conhecer o Parque Rodó, que ficava relativamente perto do Hotel. Fomos caminhando…

Parque Rodó

Parque Rodó

O Castelinho e a Estátua de Guilherme Tell no Parque Rodó

O Castelinho e a Estátua de Guilherme Tell no Parque Rodó

O parque estava um pouco vazio e no início ficamos um pouco tensos em caminhar por ali, mas ao poucos as pessoas foram aparecendo e quando chegamos na região dos pedalinhos, vimos algumas famílias e casais de namorados que chegaram para aproveitar o fim da chuva… Então relaxamos um pouco.

Vista para os lagos do Parque Rodó

Vista para os lagos do Parque Rodó

Os patinhos do Parque Rodó e a estação dos pedalinhos

Os patinhos do Parque Rodó e a estação dos pedalinhos

Ponte sobre o Lago do Parque Rodó

Ponte sobre o Lago do Parque Rodó

Monumento a José Enrique Rodó

Monumento a José Enrique Rodó

Ficamos um bom tempo circulando pelo parque e em seguida pela Rambla República Argentina, onde vimos uma pista de patinação cheia de crianças, belos Mirantes com vista pro mar (ou rio) e o Edificio Mercosur.

Rambla República Argentina e ao fundo, o Edificio Mercosur

Rambla República Argentina e ao fundo, o Edificio Mercosur

Edificio Mercosur

Edificio Mercosur

Meio traumatizados com as chuvas dos dois últimos dias, decidimos jantar dentro do shopping Punta Carretas e fazer umas compras, num lugar fechado e seco. Depois voltamos pro Hotel e preparamos nossas malas para a viagem do dia seguinte, até Colonia del Sacramento que nos traria um lindo dia de céu azul e paisagens mais bonitas ainda…

E você? Já esteve em Montevidéu? Alugou carro, usou taxi ou transporte público? Conte sua experiência pra gente e pros outros leitores!

Se quiser mais detalhes sobre os passeios aqui relatados ou outros, fique a vontade para comentar e perguntar na caixinha de comentários aqui embaixo!
___
Clique no link a seguir para ver o post com o roteiro completo da viagem de 12 dias no Uruguai e Argentina. Para ver todos os posts deste roteiro que passou por Punta del Este, Montevidéu, Colónia del Sacramento e Buenos Aires, clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s