Colonia del Sacramento: visite esta bucólica cidade uruguaia e desacelere…

DIA 08 DE FEVEREIRO DE 2014
Agora conto pra vocês como foi nossa viagem de Montevidéu a Colonia del Sacramento de ônibus e como foi nosso dia nesta pequena e bucólica cidade, onde o tempo parecer andar mais devagar e todos devem chegar para desacelerar e recarregar as baterias…

De lá seguimos viagem para Buenos Aires e encerramos nossa visita ao Uruguai.

Para ver todos os posts do roteiro Uruguai e Argentina 2014, clique aqui. Para ver o post com o roteiro completo da viagem, clique no link a seguir:
Roteiro de 12 dias no Uruguai e Argentina: dicas, índice de posts e um resumão da viagem

rodoviária de Colonia del Sacramento

Chegando na rodoviária de Colonia del Sacramento

Como já contamos no post de Montevidéu, nossas passagens foram compradas 2 dias antes, direto no balcão da TURIL. Pegamos o ônibus das 10h, que chegou dentro do horário programado, fora um pequeno atraso de poucos minutos.

O ônibus de dois andares é hiper confortável, com direito a wi-fi e tudo. Fui a viagem toda alternando entre uma soneca naquela poltrona que fica quase horizontal e uma navegada na internet. Montei o roteiro todo dentro do ônibus, fazendo algumas últimas consultas em sites e blogs de viagem.

Em aproximadamente 3h chegamos na rodoviária de Colonia, que fica colada na estação das barcas. Ficamos hospedados na Posada Le Vrero, que é afastada do Centro Histórico (o que nunca é muita coisa numa cidade como Colonia), mas felizmente fica bem pertinho da rodoviária.

Então fomos arrastando nossas malas a pé, sem problemas.

DICA: se você estiver de carro, vale a pena ficar no centro histórico. Caso contrário, procure hóteis e pousadas perto da rodoviária e/ou estação das barcas. Você ficará muito grato na chegada.

Quarto da Posada Le Vrero - Colonia del Sacramento

Quarto da Posada Le Vrero – Colonia del Sacramento

Depois de tantas chuvas e trovoadas fomos abençoados com céu azul e um sol de rachar. Segundo o rapaz que nos atendeu na pousada Le Vrero (diga-se de passagem, era uma figuraça e falava pelos cotovelos) estava chovendo há 4 dias na cidade e aquele céu azul deveria ser aproveitado ao máximo, antes que chovesse de novo.

E foi exatamente o que aconteceu… Curtimos o dia todo e no momento que colocamos os pés de volta na pousada, a noite, a chuva caiu de novo. Então nosso passeio começou como uma caminhada pela Avenida General Flores, até o centro Histórico e pelo caminho já pudemos ir apreciando a arquitetura da cidade.

Intendencia Municipal de Colonia

Prédio da Prefeitura Municipal de Colonia

Colonia é uma cidade muito pitoresca, tem um clima muito particular, mas na verdade ela é muito maior do que imaginei. Mas o centro histórico é minusculo e quase todos os pontos de interesse se concentram na Plaza de Mayo. Então uma visita a Colonia deve começar pelo Portón de Campo (ou Puerta de la Ciudadela) e seguir sem destino definido, concentrando suas atenções na Ciudad Vieja.

Puerta de la Ciudadela - Entrada principal da Ciudad Vieja

Puerta de la Ciudadela – Entrada principal da Ciudad Vieja

A primeira parada foi para o almoço, pois estavamos famintos e morrendo de calor. Então paramos no primeiro restaurante bonitinho com ambiente refrigerado e acabamos almoçando no La Bohemia. Como muitos estabelecimentos no Uruguai, o serviço foi ótimo, super atencioso, mas a comida deixou a desejar, apesar de ser bem apresentada.

Depois fomos caminhando em direção àquilo que nos chamava atenção no momento, literalmente seguindo na direção que o nariz apontava e em poucas horas já tinhamos conhecido todo o centro histórico.

Carro antigo nas ruas de Colonia

Em Colonia tudo parece ser retrô…

Começamos pela Plaza de Mayo, conhecendo o Farol, onde estão também as ruínas do antigo Convento de São Francisco. Com disposição (e alguns poucos pesos uruguaios) podemos subir no alto do farol, enfrentando centenas de degraus em escada caracol e ter uma bela vista da cidade.

O Farol de Colonia del Sacramento e as ruínos do convento de São Francisco

O Farol de Colonia del Sacramento e as ruínas do convento de São Francisco

Centro histórico de Colonia del Sacramento visto do alto

Vista para a Ciudad Vieja do alto do Farol

Depois de circular pela praça, seguimos em direção a Basílica do Santíssimo Sacramento, com paradas nas muralhas da Puerta de la Ciudadela e Plaza Manuel Lobo, nas ruínas da antiga Casa dos Governadores.

As muralhas da Puerta de la Ciudadela

As muralhas da Puerta de la Ciudadela

Ruínas da Casa dos Governadores de Colonia

Ruínas da Casa dos Governadores de Colonia

Plaza Manuel Lobo e as ruínas da Casa dos Governadores

Plaza Manuel Lobo e as ruínas da Casa dos Governadores

Interior da Basílica do Santíssimo Sacramento

Interior da Basílica do Santíssimo Sacramento

Fachada da Basílica do Santíssimo Sacramento

Fachada da Basílica do Santíssimo Sacramento

Depois paramos para um sorvete na Freddo para aplacar o calor, antes de conhecermos a famosa Calle de los Suspiros e tentarmos comprar um bilhete para acesso aos museus.

Vista da Calle de los Suspiros

Vista da Calle de los Suspiros

Atenção: os museus fecham cedo, então se você pretende conhecer o Museu Português ou o Museu do Azuleijo, por exemplo, comece por eles.

Tentamos ir no Museu Português já um pouco tarde e ele já estava fechado. A compra de ingressos é feita no Museu Municipal com acesso liberado a todos os outros museus, mas quando chegamos lá para comprar bilhetes fomos informados que o caixa já estava fechado e eles não poderiam nos cobrar, mas se quiséssemos, poderiamos conhecer o Museu Municipal mesmo assim, de graça.

E assim fizemos…

Esqueleto de uma Preguiça gigante no Museu Municipal

Esqueleto de uma Preguiça gigante no Museu Municipal

Exposição de borboletas no Museu Municipal

Exposição de borboletas no Museu Municipal

Em Colonia dedicamos maior parte do dia a contemplação e relaxamento e o melhor de Colonia foi o chá da tarde…

Depois de umas boas caminhadas, as 17h fomos ao Lentas Maravillas. Local super agradável com opçáo de uma sala aconchegante ou jardim com vista, sobremesas deliciosas e atendimento personalíssimo.

Vista da janela no Lentas Maravillas

Vista da janela no Lentas Maravillas

A dona da casa nos deu atenção total e até abriu todos os saquinhos de chá para sentirmos o aroma de cada um explicou tudo tintim por tintim.

Não estou interessado em imortalidade, apenas no sabor do chá

“I am not interested in immortality only the taste of tea” – Lu T’ung

Chá da tarde e deliciosas sobremesas no Lentas Maravillas

Chá da tarde e deliciosas sobremesas no Lentas Maravillas

Depois de satisfeitos, descemos até o jardim e passamos o resto da tarde ali apenas curtindo a paisagem, deixando o tempo passar…

O agradável jardim do Lentas Maravillas

O agradável jardim do Lentas Maravillas

Elisa, Priscila e eu, nos jardins do Lentas Maravillas

Elisa, Priscila e eu, nos jardins do Lentas Maravillas

Saindo do Lentas Maravillas foi impossível mantermos o mesmo ritmo… Fomos tomados pelo clima do lugar e seguimos nosso passeio ainda mais contemplativos, caminhando pela orla e curtindo aquele ambiente sossegado, que te convida ao relaxamento.

Ao fundo o restaurante El Torreón

Ao fundo o restaurante El Torreón

Contemplando as águas do Rio de la Plata

Contemplando as águas do Rio de la Plata

Museu do Azulejo

Museu do Azulejo

Cogitamos alugar algumas bicicletas para conhecermos outras partes da cidade, mas o horário já não permitia, porque a casa iria fechar. Mas este é um passeio que eu recomendo!

Bike & coffee Colonia del Sacramento

Circular por Colonia de bicicleta é uma boa pedida

De noite voltamos para a pousada, tomamos um banho e saimos pra jantar no restaurante La Bodeguita, que na minha opinião, é altamente superestimado. A pizza não era lá essas coisas, o local estava muito cheio e confuso e o serviço foi o único no Uruguai inteiro que foi lento e carrancudo. Não gostei.

Mas de forma geral ficamos muito impressionados com o nivel do atendimento e dos serviços prestados no Uruguai. Eu não esperava encontrar pessoas tão simpáticas e serviços tão eficientes. Infelizmente os preços são altíssimos e a comida em raras vezes agradou.

E o mais engraçado foi ver a reação dos Uruguaios cada vez que falavamos que estavamos indo a Buenos Aires. Por lá ninguém parece gostar muito dos “hermanos” que moram do outro lado do rio…

E realmente o choque cultural foi grande ao desembarcar em Buenos Aires… Depois de toda a simpatia Uruguaia, assim que desembarcamos em Buenos Aires fomos extorquidos por um taxista, sentamos num restaurante e fomos destratados por um garçom mau-humorado e tivemos que brigar por causa de uma conta adulterada no fechamento do almoço… Mas apesar desse tipo de figuras, Buenos Aires é uma cidade sensacional, que está em um patamar infinitas vezes superior a Montevidéu.

Mas isso é assunto para o próximo post…

___
Clique no link a seguir para ver o post com o roteiro completo da viagem de 12 dias no Uruguai e Argentina. Para ver todos os posts deste roteiro que passou por Punta del Este, Montevidéu, Colónia del Sacramento e Buenos Aires, clique aqui.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Colonia del Sacramento: visite esta bucólica cidade uruguaia e desacelere…

  1. Já comprei o chá Dilmah uma vez em São Paulo. Colonia é meio Paraty, né? Mas acho que menos badalada. Linda a foto do jardim do Lentas Maravillas.
    Acabei de voltar de Buenos Aires e meu amor pela cidade só aumentou. Não tive nenhuma experiência desagradável, quer dizer, teve um taxista que tentou dar golpe, mas quebrou a cara porque paguei com trocados. Todos foram realmente muito simpáticos. Lá no Chile, o povo também não se simpatizava com os argentinos.
    Aguardo os posts de Buenos Aires.

    Curtir

    • Pois é… Td mundo faz essa comparação entre Colonia e Paraty. Talvez por isso eu tenha formado uma ideia tao diferente da cidade antes de chegar. A parte do Centro Historico lembra sim, mas confesso q eu tinha imaginado uma cidade bem menor… Mas mesmo assim, achei a cidade super aconchegante. E como muita gente vai la só pra passar a tarde, a noite a cidade fica ainda mais tranquila. Em Paraty a noite é mais agitada.
      Meu ritmo de escrita baixou um pouco, afinal, minhas ferias acabaram! 😉
      Mas em breve comeco a postar sobre Buenos Aires e como de costume, vou contar as vitorias e as derrotas!
      Um grande abraco e obrigado pelo comentario!
      PS: Depois passa la na nossa pagina do facebook..

      Curtir

  2. Olá, estou me identificando muito com seu roteiro, estou com planos bem parecidos para o mês que vem, inclusive tb vou ficar no Intercity e Le Vrero! Vc tem algum comentário sobre o ônibus turístico em Montevidéu? Estou pensando em fazer o trajeto completo com ele e depois retornar nos principais pontos por conta própria. Abs.

    Curtir

    • Que legal Carol! Pode ficar a vontade para pedir qualquer tipo de dica.

      Eu não conheço o serviço do ônibus turístico e acho que deve ser interessante.
      Depois passa aqui e conta pra gente como foi!

      PS: não deixe de ler nossas dicas sobre os arredores do Hotel Intercity e Le Vrero. O Le Vrero, apesar de simples, é muito acolhedor e o dono é muito gente boa… Se você der mole, ele te pega pra conversar e não larga mais… Hehehe

      Grande abraço e boa viagem!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s