Dublin: O festival HWCH e como curtir o melhor do rock’n roll irlandês

A cidade de Dublin é naturalmente povoada por músicos independentes e artistas de rua que espalham rock and roll por todas as esquinas e pubs da cidade, principalmente na zona boêmia da Temple Bar. Se a cidade normalmente respira rock, já pensou chegar em Dublin no meio de um festival? Neste post contamos tudo sobre nossa experiência no HWCH 2014 e também sobre como curtir o bom e velho rock and roll no estilo irlandês.

Clique aqui para ler todos os posts do Roteiro Irlanda e Reino Unido. Aguarde em breve o artigo com o roteiro completo! Enquanto isso clique no link a seguir para conhecer o roteiro global e o planejamento desta viagem de outubro de 2014: Planejando um novo destino: Irlanda e Reino Unido em 14 dias

Se você gosta de rock and roll, com certeza vai se apaixonar por Dublin, porque em cada esquina e em cada Pub nos surpreendemos com performances de músicos independentes, tocando músicas de altíssima qualidade, muitas vezes de graça ou apenas por uma contribuição no chapéu… Caminhar pela região conhecida como Temple Bar nos proporcionou momentos divertidos e até inusitados, com o povo cantando junto ou até mesmo zuando tudo…

Temple Bar - Músicos de Rua

E o povo canta junto no meio da rua!

Temple Bar - Músicos de Rua

Músico de rua sendo “trollado” por meninas bêbadas (quer dizer, felizes) na Temple Bar

Berço de grandes bandas como U2 e The Cranberries, a Irlanda tem uma grande tradição no rock e eles parecem determinados a continuar revelando seus grandes talentos para o mundo. E o objetivo do HWCH é exatamente este: promover talentos da nova cena alternativa/independente/underground do rock irlandês.

HWCH é uma sigla para “Hard Working Class Heroes“, algo como “Heróis da classe operária” e o festival celebra justamente estes operários, seus trabalhos pesados e essa galera que está por aí batalhando por um lugar ao sol (no caso de Dublin, na chuva mesmo).

O festival acontece todo ano e em 2014 rolou dias 2, 3 e 4 de outubro, exatamente durante o período de nossa estadia em Dublin. Juro que foi coincidência!

Foram 104 bandas, tocando em 7 lugares diferentes espalhados pela cidade, sempre a partir das 20h. Além dos shows, eles ainda promovem eventos voltados para os músicos e membros do mercado musical em geral, com workshops e conferências, no segmento chamado HWCH Convention.

Mais informações no site oficial do HWCH – Hard Working Class Heroes.

Ainda como parte da agenda do festival, os organizadores promovem o HWCH And The City, com várias apresentações gratuitas espalhadas pelo centro de Dublin. As pessoas podem se surpreender com performances em lojas, restaurantes e cafeterias. São apresentações acústicas (ou quase) em espaços não convencionais que dão um gostinho do que pode vir no festival (clique aqui para detalhes de 2014). Foi assim que curtimos um pequeno show gratuito na loja hmv da Grafton Street na manhã do dia 03.

Irlanda Dublin dia 03 - 02 Grafton Street (3)

Apresentação ao vivo na HMV

Conseguimos encaixar uma noite no festival em nossa agenda do dia 03/10. Primeiro pegamos informações na hmv, patrocinadora do evento, quando voltamos da Trinity College. Lá nos informaram que os ingressos deveriam ser comprados nos próprios locais do show. Eram três tipos de ingressos:

  • Ingresso individual €10: com direito a uma noite de show, em um local específico
  • Nightly Tickets €20: com direito a uma noite de show, podendo ir a qualquer um dos locais, entrando, saindo e trocando de casa quando quiséssemos.
  • Weekend Wristbands €45: passe livre para todo o festival e convenção.

Tudo com um esquema de pulseira de identificação para entrada e com direito a um “pint” da cerveja “Clonmel 1650“. Depois de voltar da nossa visita a Guinness Storehouse, saímos para uma volta na Temple Bar e meio que por acaso vimos a montagem de um dos palcos na Meeting House Square, na Sycamore Street. Paramos pra perguntar do que se tratava e confirmamos que era um dos locais de show, ao ar livre, com apresentações em um palco bem grande.

Compramos nossos ingressos ali e fomos procurar um lugar pra jantar antes do show.

Entramos no Pub Bad Bobs, que ficava bem ao lado na esquina da Essex St East e Sycamore St e, para nossa surpresa, descobrimos que também se tratava de um dos locais de shows! No andar de cima eles têm um espaço com palcos para apresentações…

Pub Bad Bobs - Festival de Rock HWCH

Elisa no balcão do Pub Bad Bobs

Arrumamos um lugar no balcão do bar e pedimos uma espécie de “buffalo wings”, que estava MEGA apimentada. Pedimos Guinness pra acompanhar, claro!

Fomos atendidos por uma garçonete brasileira super gente boa, que sempre que conseguia – correndo de um lado pro outro – arrumava um tempinho pra conversar com a gente, falar da experiência dela em Dublin e perguntar coisas sobre o Brasil… Ficamos ali até a hora do primeiro show do festival, curtindo nossas Guinness e aquecendo com um rock’n roll ao vivo que já estava rolando ali embaixo, como habitual em todos os Pubs da cidade.

Jantar no Pub Bad Bobs - Festival de Rock HWCH

Asinhas de galinhas ultra apimentadas

Na hora do show nós saímos do bar e seguimos para a Meeting House Square embaixo de chuva e muito frio, pra variar. E pensamos, “por que estamos saindo do Bad Bobs, que estava tão quentinho e aconchegante“???

Voltamos pro bar e perguntamos pro pessoal do festival que estava na entrada do andar de cima, se poderíamos trocar nossos ingressos. Eles ofereceram o ingresso que dava passe livre, mas pra gente não fazia sentido porque a gente queria mesmo ficar só ali, que era fechado. E não tínhamos intenção de voltar outras noites, já que nossa agenda não ia permitir…

Demos uma chorada, explicamos que a gente tinha gostado dali, então os caras trocaram nossa pulseira e liberaram nossa entrada! Fomos presenteados com mais um exemplo da cortesia irlandesa e conseguimos ficar ali mesmo no Bad Bobs.

Festival de Rock HWCH no BadBobs

Entrada pro espaço para shows do BadBobs

Um total de 7 bandas tocaram de 20h as 0:30h naquele dia:

  • GRIM
  • Satori Je
  • The Clameens
  • The Shaker Hymn
  • Color//Sound
  • Dott
  • GHOST ESTATES

Clique aqui para todas as bandas do Line-up de 2014.

Festival de Rock HWCH

De brinde ganhamos 2 cervejas Clonmel 1650

Pegamos uma mesa num espaço meio apertado com visão parcial do palco, na mira de uma pilastra. Mas como o local era pequeno, dava pra curtir bem o show, que tinha um clima intimista, com a galera coladinha no palco.

Dava pra ficar de pé bem em frente ao palco, mas preferimos ficar sentados ali na nossa mesa meio mal posicionada, porque o dia tinha sido bem intenso e estávamos exaustos.

Festival de Rock HWCH no BadBobs

Aquecendo para o show

A cada apresentação a pessoas entravam e saíam da casa, trocando de shows e meio que avaliando cada banda. Foram bandas de vários estilos, mas todos com uma pegada bem rock’n roll.

Festival de Rock HWCH no BadBobs

E começam as apresentações…

Festival de Rock HWCH no BadBobsLEGENDA

O mais legal era fazer um ranking das bandas preferidas e ficar imaginando se alguma delas um dia estouraria no mundo pra gente poder dizer: “eu vi um show dessa banda, quando eles ainda estavam começando, num palquinho apertado lá em Dublin…”

Festival de Rock HWCH

Molhando a garganta entre um show e outro…

Festival de Rock HWCH no BadBobs

E os shows continuam…

Festival de Rock HWCH no BadBobs

… com muito Rock’n Roll a noite toda

Entre Clonmels e Guinness, ficamos curtindo os shows até mais ou menos 23 horas (faltando 2 bandas) e então voltamos pro hotel, porque no dia seguinte a gente tinha que acordar estupidamente cedo pra pegar o ônibus da excursão aos Cliffs of Moher.
Foi uma pena, mas não conseguimos participar mais do festival que rolou na cidade nestes 3 dias. Afinal, vida de turista é agitada e a gente queria ver um pouquinho de tudo que a Irlanda podia oferecer naquele período tão curto. Ficou um gosto de “quero mais”, mas no dia seguinte a gente iria pra bem longe de Dublin…
Festival de Rock HWCH no BadBobs

Programação de bolso do Festival

Mas pra quem visita a cidade fora do período do festival, sempre há espaço para ouvir boa música. Basta caminhar pela Temple Bar a noite…

Talvez o festival tenha estimulado a presença de mais músicos, mas pelo que conversei com as pessoas por lá, me parece que todos os dias a Temple Bar fica super agitada com apresentações espalhadas pelos Pubs e pelas calçadas. De vez em quando algum músico empolgava a galera um pouco mais e víamos aglomerações como esta:

Temple Bar - Músicos de Rua

Nas ruas da Temple Bar a multidão se aglomera em volta dos músicos

Conhecer um pub, tomar uma cerveja e partir para o próximo pub fica infinitamente mais interessante em Dublin, porque a cada novo bar podemos conhecer uma nova banda e curtir uma nova música. Em Dublin o conceito de Pub Crawl tem uma atrativo extra que é irresistível…

Jantar com Rock irlandês no Irish Quay

Jantar com Rock irlandês no Irish Quay

Rock ao vivo no Merchant's Arch - Pub Crawl

Rock ao vivo no Merchant’s Arch

Boa cerveja e boa música todos os dias. Assim são as noites em Dublin… Precisa de mais alguma coisa?

No próximo post, vamos contar tudo sobre nossa excursão ao incrível Cliffs of Moher, passando por Kinvara, Dunguaire Castle, Doolin e Bunratty Castle. Um dos melhores passeios de toda a viagem. Imperdível!


Clique aqui para ver todos os posts do Roteiro Irlanda e Reino Unido 2014 e conheça os detalhes dessa viagem que passou por Dublin, Edimburgo, Liverpool e Londres.

Procurando opções de hospedagem em Dublin? No Booking.com você encontra centenas de ótimas opções. Clique aqui e comece sua busca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s